Ferramenta de monitoramento remoto garante ao consumidor a integridade e qualidade dos produtos perecíveis e sensíveis à temperatura


Redação TranspoData


Foto Thermo King, Divulgação

 

Sempre que o Brasil se prepara para celebrar importantes datas comemorativas, como o Dia dos Namorados, agora em junho, o transporte refrigerado surge como importante etapa do comércio de flores e chocolates em um país tropical como o Brasil. Com o aumento da demanda por presentes delicados e perecíveis nessa época, essa modalidade de transporte é essencial para garantir que os produtos cheguem com frescor e qualidade aos consumidores em todo o país.

 

De acordo com levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo Serviço de Proteção ao Crédito, em parceria com a Offerwise Pesquisas, chocolates e flores estão entre os itens mais procurados pelos consumidores nessas datas. O Brasil é um dos maiores produtores e consumidores de flores no mundo, representando 8% da produção global, segundo o Instituto Brasileiro de Floricultura. O mercado nacional absorve 97,5% dessa produção.
 

Diante desse cenário, as empresas da cadeia do frio estão investindo cada vez mais em tecnologia e melhores práticas operacionais para garantir a integridade dos produtos durante o transporte. Isso inclui desde sistemas de monitoramento de temperatura até veículos especializados.
 

Monitoramento remoto

 

 

Entre as tecnologias adotadas recentemente destaca-se a telemetria, que visa à otimização da frota. “Essa solução realiza o monitoramento da carga de forma remota durante toda a viagem. Ela permite a tomada de ações rápidas em casos de variação na temperatura ou eventuais problemas com o equipamento”, afirma Vinilton Souza, gerente de serviços da Thermo King para América Latina.

 

Segundo ele, o transporte de produtos perecíveis e sensíveis à temperatura exige cuidados para evitar perdas de qualidade que podem afetar o valor comercial ou, ainda, causar problemas às pessoas que os consomem. Ele ressalta que, com os dados da telemetria, é possível realizar ações preventivas como informar ao motorista sobre a necessidade de abastecimento do tanque do equipamento de refrigeração, evitando a parada por falta de combustível.

 

Lauro de Toledo Neto, gerente de pré e pós vendas da empresa, acrescenta que essas unidades inteligentes permitem, por meio da tecnologia embarcada, combinações precisas entre o fluxo de ar e a respectiva capacidade da unidade de refrigeração, específicas para cada perfil de produto. Assinala que a temperatura é mantida estabilizada em todo o volume interno do baú, assegurando a entrega do produto íntegro e com redução significativa dos custos operacionais, sendo o de combustível um dos principais.

 

Os especialistas lembram que, durante um longo período, o monitoramento de caminhões resumia-se a questões de segurança, restrito a empresas especializadas, considerando a localização do veículo e sua rota pré-definida, a fim de evitar roubo de carga. “A Thermo King inovou na cadeia do frio introduzindo o monitoramento, tornando possível ao proprietário da carga ou ao transportador acompanhar e obter registros não apenas da temperatura do baú ou da localização do caminhão, mas de todas as informações relativas ao equipamento durante a viagem”, reforça Souza.